A vida é uma festa

Eu comprei uma passagem. Eu peguei um avião. Eu conheci construções medievais, pontes, e toda uma arquitetura incrível que foi palco de muita história. Eu fiz tour pelos principais pontos de várias cidades. Eu tirei fotos. Eu aprendi a falar “bom dia” e “obrigado” em quatro idiomas novos. Eu paguei mais barato pela cerveja do que eu pagaria pela água. Eu comi a comida típica de cada país que visitei. E tomei mais cerveja. Eu fui a museus e exposições. Eu saí de noite. Eu bebi absinto. Eu dancei em cima do palco em uma balada que tocava rocks que eu ouvia quando tinha 15 anos. Eu me diverti. Eu experimentei bebidas novas. Eu voltei a pé. Eu andei sem camisa num frio de 0°C. Eu dividi um desodorante roll on com 9 pessoas. Também dividi um hidratante de lábios com as mesmas pessoas. Eu comprei um charuto só para fazer graça e posar para fotos. Eu passei frio. Muito frio. Eu comprei um par de luvas em um brechó por 1€ para não congelar as mãos. Eu peguei uma ceroula emprestada. Eu fiz viagens internacionais madrugada adentro. Eu dei risada até dormir. Eu acordei em países diferentes. Eu usei a mesma roupa por mais de 15 dias. Eu senti meus pés congelarem mesmo usando três meias. Debaixo de chuva, eu conheci pessoalmente o lugar mais detestável que já existiu no mundo. Eu passei mais frio. Eu tirei mais fotos. Eu conheci pessoas. Eu fiz novos amigos. Eu comprei uma pizza gigante. Eu fui a um país extra para economizar na passagem. Eu vi neve pela primeira vez na vida, e joguei nos meus amigos. Eu abracei pessoas. Eu fui abordado na rua para dar uma entrevista para a TV na Áustria. O tema era dinheiro vs. felicidade, e me pegou num momento em que eu contava as moedas para comer, mas me sentia inteiramente feliz. Eu fiquei bêbado no pub do hostel. Eu ganhei shots de graça por ganhar a simpatia dos bartenders. Eu dormi com a roupa do corpo, sem banho. Eu deixei crescer uma barba que eu mal tenho. Eu comprei postais. Eu pensei na vida. Eu filosofei. Eu fiquei feliz e fiquei triste ao mesmo tempo. Eu fui dormir triste, e tive sonhos felizes. Eu fui dormir feliz, e tive sonhos tristes. Eu acordei paranoico. Eu pressionei pessoas por isso. Eu sofri confrontos internos. Eu paguei muito barato por uma diária de hostel. Eu usei quatro dinheiros diferentes. Eu colecionei moedas. Eu falei inglês, francês, e até arrisquei um espanhol quando precisou. Eu fiz café. Eu comi à vontade em um restaurante até sair rolando. Eu fui surpreendido na privada por um japonês por não trancar a porta direito. Eu gastei mais do que esperava. Eu vi meu dinheiro acabar. Eu emprestei dinheiro de amigos, e depois paguei de volta. Eu recebi apoio. Eu quase chorei falando com minha família. Eu senti saudades. Eu nadei em águas quentes enquanto a temperatura ambiente era 2°C. Eu fiquei na água até sair enrugado. Eu cantei na rua. Eu comi muita porcaria. Eu subi montanhas. Eu visitei lugares famosos no mundo todo. Eu vi a cidade, lá do alto. Eu fui gentilmente hospedado em uma casa de 4 andares e ganhei café da manhã. Fiz mais amigos. Eu encontrei lojinhas. Eu fiz um desenho e o deixei em uma livraria famosa. Eu comprei um livro. Eu comprei filmes de 35mm e acessórios para a câmera. Eu tirei mais fotos. Eu aprendi muita coisa em muito pouco tempo. Eu fui para Praga, Cracóvia, Auschwitz, Bratislava, Viena, Budapeste e Paris em um período de 15 dias. Eu não me arrependo de nada. Eu me sinto bem. Eu sou grato. Muito grato. A vida é uma festa. Eu fui convidado.

 

Anúncios